Seduc: Nota de esclarecimento

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) informa que o Programa de Aperfeiçoamento para Professores de Língua Inglesa nos Estados Unidos, atual Programa de Desenvolvimento Profissional para Professores de Língua Inglesa nos EUA – PDPI é coordenado pela Capes, em parceira com a Embaixada dos Estados Unidos da América no Brasil e com a Comissão Fulbright.  
 
O referido programa propiciou um intercâmbio a 540 (quinhentos e quarenta) professores de inglês da rede pública de todo o país durante os meses de janeiro e fevereiro do corrente ano, através do qual os professores interessados da rede pública de Ensino (Federal, Estadual e Municipal) se inscreveram diretamente no site da Fulbright, ganharam um voucher para realizar o exame de proficiência na Língua Inglesa, aplicado pelo Instituto Federal de Rondônia e a CAPES divulgou o resultado.
 
Diante disso, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) não interveio em nada no processo seletivo do referido programa, apenas deu ampla divulgação aos nomes dos professores da rede Estadual aprovados, dentre estes a Maria Helena Ferrari.
 

Para participar é realmente necessário que os candidatos estejam em sala de aula, pois dentre os objetivos do programa estão: compartilhar metodologias de ensino e avaliação que estimulem a participação do aluno em sala de aula e motivem o uso de recursos online e outras ferramentas na preparação de planos de aula. A professora, Maria Helena Ferrari, atende todos os pré-requisitos para sua candidatura e aprovação, pois está lotada em escola da rede estadual, no município de Vilhena, conforme comprova o vice-diretor Antonio Carlos Nogueira em documento anexo.  Assim não havendo nada que impeça a referida professora de gozar desse direito adquirido, conforme informações da Coordenadoria Regional de Vilhena.
 

Informamos ainda, que o programa supracitado nada tem a ver com a CONAE ou com o Curso de Imersão na Língua Inglesa, como veiculado, equivocadamente, na matéria do Tudo Rondônia de 08/06/2013.