Precisa-se de professores para o Brasil Alfabetizado


 

O Brasil Alfabetizado é um programa do Governo Federal, por intermédio do qual professores assumem turmas de alunos adultos não alfabetizados, com o objetivo de reduzir os índices de analfabetismo no país. O curso tem carga total de 320 horas, duração de 08 meses, sendo 160 dias com duas horas-aula por dia. Como incentivo, o Governo Federal concede aos professores uma bolsa no valor de R$ 400,00 mensais. Cada turma deve ser formada por no mínimo 13 e no máximo 25 alunos.

 
A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) aderiu ao Programa Brasil Alfabetizado e oferece cursos aos professores cadastrados. De acordo com o coordenador do programa na Coordenadoria Regional de Educação (CRE) de Cacoal, professor Manoel Messias, o próximo curso está previsto para novembro, em Porto Velho. “Além dos cursos em Porto Velho, acontecem encontros mensais na Coordenadoria, onde são discutidas estratégias de ensino e aprendizagem”, disse o professor. As próximas turmas estão previstas para iniciarem as aulas em março de 2013.
 
De acordo com o Programa, podem assumir as turmas pessoas que tenham no mínimo escolarização de Ensino Médio. Para os acadêmicos do curso de Pedagogia, essa é uma ótima oportunidade, uma vez que as horas de trabalho poderão ser computadas na carga horária do estágio. Para tanto, a CRE de Cacoal convida todos os que desejam participar como alfabetizadores do Programa Brasil Alfabetizado, a trazerem seu currículo e realizarem o cadastro na CRE/Cacoal, com o Coordenador Manoel Messias, Sirley Glaciene ou Ivaneida Dumer, a partir do dia 11 de outubro de 2012.
 
A Coordenadoria Regional de Educação de Cacoal está situada na Rua Antônio de Paula Nunes, 1259, centro da cidade.
 
 
 
Fonte: CRE - Cacoal/Seduc
Texto: ASCOM/SEDUC